Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Coquetéis com Bares, Patronos

Coquetéis com Bares, Patronos

Os clientes sedentos pelo sabor e sabor de coquetéis artesanais têm uma opção de serviço nova e atraente em alguns bares e restaurantes - bebidas exclusivas pré-batidas em chope que os poupam da espera usual para confundir, sacudir e mexer.

Embora o coquetel artesanal à pressão seja um fenômeno novo na cena dos bares, as bebidas a granel, é claro, não o são. Cerveja e refrigerante fluem pelas torneiras há séculos. Nos últimos anos, um número crescente de vinícolas embalou vinhos premium em barris para facilitar o serviço de torneira. Da mesma forma, alguns bares oferecem doses de uísque irlandês, bourbon e licores de torneiras. Não é de admirar que o coquetel pronto para uso também surja. Os clientes parecem fascinados com a novidade, e talvez a rápida gratificação, também, de uma bebida mista servida com apenas um movimento do pulso do barman.

No Jasper’s Corner Tap & Kitchen, um novo restaurante Kimpton em San Francisco, o coquetel Negroni no chope se tornou um item cult, relatou o gerente do bar Kevin Diedrich.

A fórmula é em partes iguais gin Plymouth, Campari e vermute caseiro, este último uma mistura de Punt e Mes e Cinzano, misturados em barris de refrigerantes próprios. É servido com gelo em um sistema de chope que também serve vinho de barril no bar.

“A ideia é legal e meio geek, mas divertida também”, disse Diedrich. Os funcionários do restaurante da área foram os primeiros fãs da bebida no Jasper’s, mas logo popularizou os convidados em geral. Na verdade, o primeiro barril esgotou em um dia e meio. “Os consumidores adoram tendências e pequenas coisas peculiares”, disse Diedrich.

O fato de levar apenas cinco segundos para servir um esboço de Negroni é um bônus para os bartenders de Jasper, que lidam com 300 pedidos nas noites mais movimentadas, para não mencionar os clientes impacientes.

“Você não precisa sacudir ou mexer em um copo de mistura”, disse Diedrich. "Isso tira você das ervas daninhas muito rapidamente."


11 sinais indicadores de que você está em uma ótima cervejaria artesanal

Bares de cerveja artesanal estão por toda parte hoje em dia. Existem bons e existem maus. Então, existem grandes.

A abundância de estabelecimentos voltados para a cerveja é uma progressão natural nos EUA, considerando que a maioria de nós vive a menos de 16 km de uma cervejaria. Mas nem todas as cervejarias são criadas da mesma forma.

Alguns estão presos ao passado, carregando marcas desatualizadas e ignorando o renascimento da cerveja local em suas cidades. Alguns pulam na tendência das cervejas artesanais sem saber muito bem o produto ou como servi-lo. E alguns, embora possam ter boas intenções, ostentam seleções de garrafas ou chopes com centenas de marcas, o que é um feito impressionante até que você peça um IPA que não seja fresco.

Todo amante de cerveja precisa deste pôster de aroma de lúpulo

Visitamos centenas de bares de cerveja em todo o país e no mundo. Encontrar aquelas às quais vale a pena voltar se resume a um punhado de qualidades que são fáceis de identificar quando você sabe o que procurar. Aqui estão 11 sinais indicadores de que você está em uma grande cervejaria artesanal.

Está limpo como um apito. Pelo menos, algumas partes são.

Nem toda boa cervejaria é espumante, mas mesmo os mais sujos se preocupam em manter algumas coisas importantes limpas, como copos, linhas de chope e banheiro (s). Saiba mais sobre a importância de linhas de rascunho limpo aqui.

É abastecido com copos adequados.

Um bar que serve suas cervejas exclusivamente na Tekus se preocupa muito com sua cerveja - e sua imagem. Isso é ótimo! Não achamos que toda cerveja precisa ser servida em taças, mas ninguém quer um dedal de cerveja ou uma caneca cheia de stout pastelaria com 13 por cento ABV. Uma grande cervejaria servirá cerveja em copos adequados ao estilo. Sour ales em taças, hefeweizens em seus recipientes de mesmo nome ou basicamente qualquer coisa em um copo de tulipa é um jogo justo. Pilsners e IPAs em copos de cerveja são OK., mas é melhor você beber rapidamente antes que a cerveja esquente em sua mão. (E boa sorte para conseguir qualquer aroma!)

A cerveja está fria, não congelando.

A única coisa que deve esfriar um copo que está prestes a ter cerveja é um jato de água fria. (Idealmente, isso ocorre por meio de um rinser de vidro muito bacana, também conhecido como dissipador em estrela.) Se o seu barman serve o seu IPA em um copo que saiu de um freezer, você não está em uma grande cervejaria artesanal. Você está em um bar de esportes que, infelizmente, está mal informado.

Como regra geral, você quer seu copo em temperatura ambiente para poder apreciar os sabores da cerveja. Mas, Cachinhos Dourados, se um barman lhe servir cerveja muito quente, não tenha medo de mencionar o problema. Ou eles bateram em um barril que estava no calor por muito tempo (se for esse o caso, a cerveja também ficará superespumada) ou há algo errado com o refrigerador.

O menu nunca é preciso.

Isso pode parecer contra-intuitivo e pode ser irritante no início, mas um menu bagunçado costuma ser um bom sinal. Isso significa que o bar tem um cardápio rotativo de chope e está vendendo cerveja rapidamente. Assim que uma cerveja faz efeito, uma nova sobe e os servidores não têm a chance de imprimir um novo menu ou subir no balcão para atualizar o quadro-negro rápido o suficiente. Um ótimo cardápio de bar de cerveja pode ser um pedaço de papel manchado de cerveja com itens rabiscados. Ou é um menu de quadro-negro lindamente codificado por cores, porque a barra estava lenta no início do dia. (Para ser justo, era terça-feira.)

Os servidores não julgam você por pedir uma cerveja.

Embora seja improvável que a Bud Light esteja na torneira de uma cervejaria artesanal, se é isso que você gosta, não tenha medo de dizer! (Muito bem.) Qualquer estabelecimento de qualidade investe na formação de sua equipe e na oferta de um serviço de excelência. Nesse caso, o servidor ouvirá sua solicitação de Bud Light e indicará uma cerveja semelhante que eles acham que você pode gostar. Um Night Shift Nite Lite, talvez, ou uma Firestone Lager. E, depois do turno, você pode pegá-los bebendo um High Life no mergulho do outro lado da rua.

A lista de torneiras é focada localmente.

Concedido, este é um sinal relativamente novo de um grande bar de cerveja artesanal. (Dez anos atrás, a maioria das cidades simplesmente não tinha muitas cervejarias locais. Era uma época sombria.) Em uma cervejaria artesanal contemporânea, o menu quase sempre estará repleto de opções locais. Alguns favoritos regionais ou importados também são muito apreciados.

As cervejas agradam a muitos paladares.

Cervejas artesanais podem ser intimidantes e seriam ainda mais assustadoras se seus menus não tivessem nada além de kettle sours e IPAs duplos. A menos que haja um evento especial apresentando um tipo específico de cerveja, um ótimo bar seleciona seu menu para incluir uma variedade de estilos, perfis de sabor e níveis de álcool. Uma fruta azeda superacídica será complementada por uma cerveja artesanal, cerveja preta forte, cerveja lager e, provavelmente, vários IPAs.

Ele sobrevive com uma ajudinha de seus amigos.

Os bares de cerveja quase sempre têm algum tipo de sinal, literal ou não, de que estão envolvidos com sua comunidade. Talvez a obra de arte de um fotógrafo local esteja nas paredes (cuidado com o que você diz - ela é uma frequentadora assídua aqui). Pode haver um evento na próxima semana arrecadando dinheiro para um patrono que está pagando as contas do hospital. Ou, se você tiver muita sorte, há um concurso anual de fantasias para animais de estimação. Seja qual for o caso, calor e fuzzies abundam.

Existem & # 8216regulares. & # 8217

Este certamente não é exclusivo para cervejarias artesanais, mas rostos familiares indicam que você está em um lugar para o qual as pessoas gostam de voltar. Se o barman é amigável com as pessoas do bar, eles são amigos, gente da indústria (também é um bom sinal) ou simplesmente amam aqui.

Ele usa cerveja na manga.

Vários bares de cerveja que amamos vendem seus próprios produtos de marca, de camisetas a adesivos e bolsas (o autor está usando uma dessas bolsas). Isso não é algo que você precisa procurar em uma grande cervejaria. O que sinalizará com mais precisão que você está em um lugar cheio de amantes de cerveja é que pelo menos uma pessoa está usando uma camiseta, boné ou moletom de cervejaria. Mais uma vez, tenha cuidado com o que diz - pode ser o fabricante de cerveja a usá-lo.

É amigável e aberto a todos.

Não podemos prometer que não haverá alguns geeks grudados em suas contas Untappd, mas o estereótipo do esnobe da cerveja é principalmente um mito - e profissionais de serviço talentosos fazem o melhor para mantê-lo assim. Os clientes dos grandes bares de cerveja estão lá para sair com os amigos, dar algumas risadas e beber cervejas saborosas. Seus anfitriões incluem todos os bebedores de cerveja e são amigáveis ​​para queer, mulheres, cachorros (talvez) e crianças (gemer). No final do dia, estamos todos apenas procurando um bom lugar para tomar uma cerveja.


11 sinais indicadores de que você está em uma ótima cervejaria artesanal

Bares de cerveja artesanal estão por toda parte hoje em dia. Existem bons e existem maus. Então, existem grandes.

A abundância de estabelecimentos voltados para a cerveja é uma progressão natural nos EUA, considerando que a maioria de nós vive a menos de 16 km de uma cervejaria. Mas nem todas as cervejarias são criadas da mesma forma.

Algumas estão presas ao passado, carregando marcas desatualizadas e ignorando o renascimento da cerveja local em suas cidades. Alguns pulam na tendência das cervejas artesanais sem saber muito bem o produto ou como servi-lo. E alguns, embora possam ter boas intenções, ostentam seleções de garrafas ou chopes com centenas de marcas, o que é um feito impressionante até que você peça um IPA que não seja fresco.

Todo amante de cerveja precisa deste pôster de aroma de lúpulo

Visitamos centenas de bares de cerveja em todo o país e no mundo. Encontrar aquelas às quais vale a pena voltar se resume a um punhado de qualidades que são fáceis de identificar quando você sabe o que procurar. Aqui estão 11 sinais indicadores de que você está em uma grande cervejaria artesanal.

Está limpo como um apito. Pelo menos, algumas partes são.

Nem toda boa cervejaria é espumante, mas mesmo os mais sujos se preocupam em manter algumas coisas importantes limpas, como copos, linhas de chope e banheiro (s). Saiba mais sobre a importância de linhas de rascunho limpo aqui.

É abastecido com copos adequados.

Um bar que serve suas cervejas exclusivamente na Tekus se preocupa muito com sua cerveja - e sua imagem. Isso é ótimo! Não achamos que toda cerveja precisa ser servida em taças, mas ninguém quer um dedal de cerveja ou uma caneca cheia de stout pastelaria 13 por cento ABV. Uma grande cervejaria servirá cerveja em copos adequados ao estilo. Sour ales em taças, hefeweizens em seus recipientes de mesmo nome ou basicamente qualquer coisa em um copo de tulipa é um jogo justo. Pilsners e IPAs em copos de cerveja são OK., mas é melhor você beber rapidamente antes que a cerveja esquente em sua mão. (E boa sorte para conseguir qualquer aroma!)

A cerveja está fria, não congelando.

A única coisa que deve esfriar um copo que está prestes a ter cerveja é um jato de água fria. (Idealmente, isso ocorre por meio de um rinser de vidro muito bacana, também conhecido como dissipador em estrela.) Se o seu barman serve o seu IPA em um copo que saiu de um freezer, você não está em uma grande cervejaria artesanal. Você está em um bar de esportes que, infelizmente, está mal informado.

Como regra geral, você quer seu copo em temperatura ambiente para poder apreciar os sabores da cerveja. Mas, Cachinhos Dourados, se um barman lhe servir cerveja muito quente, não tenha medo de mencionar o problema. Ou eles bateram em um barril que estava no calor por muito tempo (se for esse o caso, a cerveja também ficará superespumada) ou há algo errado com o refrigerador.

O menu nunca é preciso.

Isso pode parecer contra-intuitivo e pode ser irritante no início, mas um menu bagunçado costuma ser um bom sinal. Isso significa que o bar tem um cardápio rotativo de chope e está vendendo cerveja rapidamente. Assim que uma cerveja faz efeito, uma nova sobe e os servidores não têm a chance de imprimir um novo menu ou subir no balcão para atualizar o quadro-negro rápido o suficiente. Um ótimo cardápio de bar de cerveja pode ser um pedaço de papel manchado de cerveja com itens rabiscados. Ou é um menu de quadro-negro lindamente codificado por cores, porque a barra estava lenta no início do dia. (Para ser justo, era terça-feira.)

Os servidores não julgam você por pedir uma cerveja.

Embora seja improvável que a Bud Light esteja na torneira de uma cervejaria artesanal, se é isso que você gosta, não tenha medo de dizer! (Muito bem.) Qualquer estabelecimento de qualidade investe na formação de sua equipe e na oferta de um serviço de excelência. Nesse caso, o servidor ouvirá sua solicitação de Bud Light e indicará uma cerveja semelhante que eles acham que você pode gostar. Um Night Shift Nite Lite, talvez, ou uma Firestone Lager. E, depois do turno, você pode pegá-los bebendo um High Life no mergulho do outro lado da rua.

A lista de torneiras é focada localmente.

Concedido, este é um sinal relativamente novo de um grande bar de cerveja artesanal. (Dez anos atrás, a maioria das cidades simplesmente não tinha muitas cervejarias locais. Foi uma época sombria.) Em uma cervejaria artesanal contemporânea, o menu quase sempre estará repleto de opções locais. Alguns favoritos regionais ou importados também são muito apreciados.

As cervejas agradam a muitos paladares.

Cervejas artesanais podem ser intimidantes e seriam ainda mais assustadoras se seus menus não tivessem nada além de kettle sours e IPAs duplos. A menos que haja um evento especial apresentando um tipo específico de cerveja, um ótimo bar seleciona seu menu para incluir uma variedade de estilos, perfis de sabor e níveis de álcool. Uma fruta azeda superacídica será complementada por uma cerveja artesanal, cerveja preta forte, cerveja lager e, provavelmente, vários IPAs.

Ele sobrevive com uma ajudinha de seus amigos.

Os bares de cerveja quase sempre têm algum tipo de sinal, literal ou não, de que estão envolvidos com sua comunidade. Talvez a obra de arte de um fotógrafo local esteja nas paredes (cuidado com o que você diz - ela é uma frequentadora assídua aqui). Pode haver um evento na próxima semana arrecadando dinheiro para um patrono que está pagando as contas do hospital. Ou, se você tiver muita sorte, há um concurso anual de fantasias para animais de estimação. Seja qual for o caso, calor e fuzzies abundam.

Existem & # 8216regulares. & # 8217

Este certamente não é exclusivo para cervejarias artesanais, mas rostos familiares indicam que você está em um lugar para o qual as pessoas gostam de voltar. Se o barman é amigável com as pessoas do bar, eles são amigos, gente da indústria (também é um bom sinal) ou simplesmente amam aqui.

Ele usa cerveja na manga.

Vários bares de cerveja que amamos vendem seus próprios produtos de marca, de camisetas a adesivos e bolsas (o autor está usando uma dessas bolsas). Isso não é algo que você precisa procurar em uma grande cervejaria. O que sinalizará com mais precisão que você está em um lugar cheio de amantes de cerveja é que pelo menos uma pessoa está usando uma camiseta, boné ou moletom de cervejaria. Mais uma vez, tenha cuidado com o que diz - pode ser o fabricante de cerveja a usá-lo.

É amigável e aberto a todos.

Não podemos prometer que não haverá alguns geeks grudados em suas contas Untappd, mas o estereótipo do esnobe da cerveja é principalmente um mito - e profissionais de serviço talentosos fazem o possível para mantê-lo assim. Os clientes dos grandes bares de cerveja estão lá para sair com os amigos, dar algumas risadas e beber cervejas saborosas. Seus anfitriões incluem todos os bebedores de cerveja e são amigos das gangues, das mulheres, dos cães (talvez) e das crianças (gemer). No final do dia, estamos todos apenas procurando um bom lugar para tomar uma cerveja.


11 sinais indicadores de que você está em uma ótima cervejaria artesanal

Bares de cerveja artesanal estão por toda parte hoje em dia. Existem bons e existem maus. Então, existem grandes.

A abundância de estabelecimentos voltados para a cerveja é uma progressão natural nos EUA, considerando que a maioria de nós vive a menos de 16 km de uma cervejaria. Mas nem todas as cervejarias são criadas da mesma forma.

Alguns estão presos ao passado, carregando marcas desatualizadas e ignorando o renascimento da cerveja local em suas cidades. Alguns pulam na tendência das cervejas artesanais sem saber muito bem o produto e como servi-lo. E alguns, embora possam ter boas intenções, ostentam seleções de garrafas ou chopes com centenas de marcas, o que é um feito impressionante até que você peça um IPA que não seja fresco.

Todo amante de cerveja precisa deste pôster de aroma de lúpulo

Visitamos centenas de bares de cerveja em todo o país e no mundo. Encontrar aquelas às quais vale a pena voltar se resume a um punhado de qualidades que são fáceis de identificar quando você sabe o que procurar. Aqui estão 11 sinais indicadores de que você está em uma grande cervejaria artesanal.

Está limpo como um apito. Pelo menos, algumas partes são.

Nem toda boa cervejaria é espumante, mas mesmo os mais sujos se preocupam em manter algumas coisas importantes limpas, como copos, linhas de chope e banheiro (s). Saiba mais sobre a importância de linhas de rascunho limpo aqui.

É abastecido com copos adequados.

Um bar que serve suas cervejas exclusivamente na Tekus se preocupa muito com sua cerveja - e sua imagem. Isso é ótimo! Não achamos que toda cerveja precisa ser servida em taças, mas ninguém quer um dedal de cerveja ou uma caneca cheia de stout pastelaria com 13 por cento ABV. Uma grande cervejaria servirá cerveja em copos adequados ao estilo. Sour ales em taças, hefeweizens em seus recipientes de mesmo nome ou basicamente qualquer coisa em um copo de tulipa é um jogo justo. Pilsners e IPAs em copos de cerveja são OK., mas é melhor você beber rapidamente antes que a cerveja esquente em sua mão. (E boa sorte para conseguir qualquer aroma!)

A cerveja está fria, não congelando.

A única coisa que deve esfriar um copo que está prestes a ter cerveja é um jato de água fria. (Idealmente, isso ocorre por meio de um rinser de vidro muito bacana, também conhecido como dissipador em estrela.) Se o seu barman serve o seu IPA em um copo que saiu de um freezer, você não está em uma grande cervejaria artesanal. Você está em um bar de esportes que, infelizmente, está mal informado.

Como regra geral, você quer seu copo em temperatura ambiente para poder apreciar os sabores da cerveja. Mas, Cachinhos Dourados, se um barman lhe servir cerveja muito quente, não tenha medo de mencionar o problema. Ou eles bateram em um barril que estava no calor por muito tempo (se for esse o caso, a cerveja também ficará superespumada) ou há algo errado com o refrigerador.

O menu nunca é preciso.

Isso pode parecer contra-intuitivo e pode ser irritante no início, mas um menu bagunçado costuma ser um bom sinal. Isso significa que o bar tem um cardápio rotativo de chope e está vendendo cerveja rapidamente. Assim que uma cerveja faz efeito, uma nova sobe e os servidores não têm a chance de imprimir um novo menu ou subir no balcão para atualizar o quadro-negro rápido o suficiente. Um ótimo cardápio de bar de cerveja pode ser um pedaço de papel manchado de cerveja com itens rabiscados. Ou é um menu de quadro-negro lindamente codificado por cores, porque a barra estava lenta no início do dia. (Para ser justo, era terça-feira.)

Os servidores não julgam você por pedir uma cerveja.

Embora seja improvável que a Bud Light esteja na torneira de uma cervejaria artesanal, se é isso que você gosta, não tenha medo de dizer! (Muito bem.) Qualquer estabelecimento de qualidade investe na qualificação de sua equipe e na oferta de um serviço de excelência. Nesse caso, o servidor ouvirá sua solicitação de Bud Light e indicará uma cerveja semelhante que eles acham que você pode gostar. Um Night Shift Nite Lite, talvez, ou uma Firestone Lager. E, depois do turno, você pode pegá-los bebendo um High Life no mergulho do outro lado da rua.

A lista de torneiras é focada localmente.

Concedido, este é um sinal relativamente novo de um grande bar de cerveja artesanal. (Dez anos atrás, a maioria das cidades simplesmente não tinha muitas cervejarias locais. Era uma época sombria.) Em uma cervejaria artesanal contemporânea, o menu quase sempre estará repleto de opções locais. Alguns favoritos regionais ou importados também são muito apreciados.

As cervejas agradam a muitos paladares.

Cervejas artesanais podem ser intimidantes e seriam ainda mais assustadoras se seus menus não tivessem nada além de kettle sours e IPAs duplos. A menos que haja um evento especial apresentando um tipo específico de cerveja, um ótimo bar seleciona seu menu para incluir uma variedade de estilos, perfis de sabor e níveis de álcool. Uma fruta ácida superacídica será complementada por uma cerveja artesanal, cerveja preta forte, cerveja lager e, provavelmente, vários IPAs.

Ele sobrevive com uma ajudinha de seus amigos.

Os bares de cerveja quase sempre têm algum tipo de sinal, literal ou não, de que estão envolvidos com sua comunidade. Talvez a obra de arte de um fotógrafo local esteja nas paredes (cuidado com o que você diz - ela é uma frequentadora assídua aqui). Pode haver um evento na próxima semana arrecadando dinheiro para um patrono que está pagando as contas do hospital. Ou, se você tiver muita sorte, há um concurso anual de fantasias para animais de estimação. Seja qual for o caso, calor e fuzzies abundam.

Existem & # 8216regulares. & # 8217

Este certamente não é exclusivo para cervejarias artesanais, mas rostos familiares indicam que você está em um lugar para o qual as pessoas gostam de voltar. Se o barman é amigável com as pessoas do bar, eles são amigos, gente da indústria (também é um bom sinal) ou simplesmente amam aqui.

Ele usa cerveja na manga.

Várias cervejarias que amamos vendem seus próprios produtos de marca, de camisetas a adesivos e bolsas (o autor está usando uma dessas bolsas). Isso não é algo que você precisa procurar em uma grande cervejaria. O que sinalizará com mais precisão que você está em um lugar cheio de amantes de cerveja é que pelo menos uma pessoa está usando uma camiseta, boné ou moletom de cervejaria. Novamente, tome cuidado com o que você diz - pode ser o fabricante de cerveja que está usando.

É amigável e aberto a todos.

Não podemos prometer que não haverá alguns geeks grudados em suas contas Untappd, mas o estereótipo do esnobe da cerveja é principalmente um mito - e profissionais de serviço talentosos fazem o possível para mantê-lo assim. Os clientes dos grandes bares de cerveja estão lá para sair com os amigos, dar algumas risadas e beber cervejas saborosas. Seus anfitriões incluem todos os bebedores de cerveja e são amigáveis ​​para queer, mulheres, cachorros (talvez) e crianças (gemer). No final do dia, estamos todos apenas procurando um bom lugar para tomar uma cerveja.


11 sinais indicadores de que você está em uma ótima cervejaria artesanal

Bares de cerveja artesanal estão por toda parte hoje em dia. Existem bons e existem maus. Então, existem grandes.

A abundância de estabelecimentos voltados para a cerveja é uma progressão natural nos EUA, considerando que a maioria de nós vive a menos de 16 km de uma cervejaria. Mas nem todas as cervejarias são criadas da mesma forma.

Alguns estão presos ao passado, carregando marcas desatualizadas e ignorando o renascimento da cerveja local em suas cidades. Alguns pulam na tendência das cervejas artesanais sem saber muito bem o produto e como servi-lo. E alguns, embora possam ter boas intenções, ostentam seleções de garrafas ou chopes com centenas de marcas, o que é um feito impressionante até que você peça um IPA que não seja fresco.

Todo amante de cerveja precisa deste pôster de aroma de lúpulo

Visitamos centenas de bares de cerveja em todo o país e no mundo. Encontrar aquelas às quais vale a pena voltar se resume a um punhado de qualidades que são fáceis de identificar quando você sabe o que procurar. Aqui estão 11 sinais indicadores de que você está em uma grande cervejaria artesanal.

Está limpo como um apito. Pelo menos, algumas partes são.

Nem toda boa cervejaria é espumante, mas mesmo os mais sujos se preocupam em manter algumas coisas importantes limpas, como copos, linhas de chope e banheiro (s). Saiba mais sobre a importância de linhas de rascunho limpo aqui.

É abastecido com copos adequados.

Um bar que serve suas cervejas exclusivamente na Tekus se preocupa muito com sua cerveja - e sua imagem. Isso é ótimo! Não achamos que toda cerveja precisa ser servida em taças, mas ninguém quer um dedal de cerveja ou uma caneca cheia de stout pastelaria com 13 por cento ABV. Uma grande cervejaria servirá cerveja em copos adequados ao estilo. Sour ales em taças, hefeweizens em seus recipientes de mesmo nome ou basicamente qualquer coisa em um copo de tulipa é um jogo justo. Pilsners e IPAs em copos de cerveja são OK., mas é melhor você beber rapidamente antes que a cerveja esquente em sua mão. (E boa sorte para conseguir qualquer aroma!)

A cerveja está fria, não congelando.

A única coisa que deve esfriar um copo que está prestes a ter cerveja é um jato de água fria. (Idealmente, isso ocorre por meio de um rinser de vidro muito bacana, também conhecido como dissipador em estrela.) Se o seu barman serve o seu IPA em um copo que saiu de um freezer, você não está em uma grande cervejaria artesanal. Você está em um bar de esportes que, infelizmente, está mal informado.

Como regra geral, você quer seu copo em temperatura ambiente para poder apreciar os sabores da cerveja. Mas, Cachinhos Dourados, se um barman lhe servir cerveja muito quente, não tenha medo de mencionar o problema. Ou eles bateram em um barril que estava no calor por muito tempo (se for esse o caso, a cerveja também ficará superespumada) ou há algo errado com o refrigerador.

O menu nunca é preciso.

Isso pode parecer contra-intuitivo e pode ser irritante no início, mas um menu bagunçado costuma ser um bom sinal. Isso significa que o bar tem um cardápio rotativo de chope e está vendendo cerveja rapidamente. Assim que uma cerveja faz efeito, uma nova sobe e os servidores não têm a chance de imprimir um novo menu ou subir no balcão para atualizar o quadro-negro rápido o suficiente. Um ótimo cardápio de bar de cerveja pode ser um pedaço de papel manchado de cerveja com itens rabiscados. Ou é um menu de quadro-negro lindamente codificado por cores, porque a barra estava lenta no início do dia. (Para ser justo, era terça-feira.)

Os servidores não julgam você por pedir uma cerveja.

Embora seja improvável que a Bud Light esteja na torneira de uma cervejaria artesanal, se é isso que você gosta, não tenha medo de dizê-lo! (Muito bem.) Qualquer estabelecimento de qualidade investe na qualificação de sua equipe e na oferta de um serviço de excelência. Nesse caso, o servidor ouvirá sua solicitação de Bud Light e indicará uma cerveja semelhante que eles acham que você pode gostar. Um Night Shift Nite Lite, talvez, ou uma Firestone Lager. E, depois do turno, você pode pegá-los bebendo um High Life no mergulho do outro lado da rua.

A lista de torneiras é focada localmente.

Concedido, este é um sinal relativamente novo de um grande bar de cerveja artesanal. (Dez anos atrás, a maioria das cidades simplesmente não tinha muitas cervejarias locais. Foi uma época sombria.) Em uma cervejaria artesanal contemporânea, o menu quase sempre estará repleto de opções locais. Alguns favoritos regionais ou importados também são muito apreciados.

As cervejas agradam a muitos paladares.

Cervejas artesanais podem ser intimidantes e seriam ainda mais assustadoras se seus menus não tivessem nada além de kettle sours e IPAs duplos. A menos que haja um evento especial apresentando um tipo específico de cerveja, um ótimo bar seleciona seu menu para incluir uma variedade de estilos, perfis de sabor e níveis de álcool. Uma fruta ácida superacídica será complementada por uma cerveja artesanal, cerveja preta forte, cerveja lager e, provavelmente, vários IPAs.

Ele sobrevive com uma ajudinha de seus amigos.

Os bares de cerveja quase sempre têm algum tipo de sinal, literal ou não, de que estão envolvidos com sua comunidade. Talvez a obra de arte de um fotógrafo local esteja nas paredes (cuidado com o que você diz - ela é uma frequentadora assídua aqui). Pode haver um evento na próxima semana arrecadando dinheiro para um patrono que está pagando as contas do hospital. Ou, se você tiver muita sorte, há um concurso anual de fantasias para animais de estimação. Seja qual for o caso, calor e fuzzies abundam.

Existem & # 8216regulares. & # 8217

Este certamente não é exclusivo para cervejarias artesanais, mas rostos familiares indicam que você está em um lugar para o qual as pessoas gostam de voltar. Se o barman é amigável com as pessoas do bar, eles são amigos, gente da indústria (também é um bom sinal) ou simplesmente amam aqui.

Ele usa cerveja na manga.

Vários bares de cerveja que amamos vendem seus próprios produtos de marca, de camisetas a adesivos e bolsas (o autor está usando uma dessas bolsas). Isso não é algo que você precisa procurar em uma grande cervejaria. O que sinalizará com mais precisão que você está em um lugar cheio de amantes de cerveja é que pelo menos uma pessoa está usando uma camiseta, boné ou moletom de cervejaria. Mais uma vez, tenha cuidado com o que diz - pode ser o fabricante de cerveja a usá-lo.

É amigável e aberto a todos.

Não podemos prometer que não haverá alguns geeks grudados em suas contas Untappd, mas o estereótipo do esnobe da cerveja é principalmente um mito - e profissionais de serviço talentosos fazem o possível para mantê-lo assim. Os clientes dos grandes bares de cerveja estão lá para sair com os amigos, dar algumas risadas e beber cervejas saborosas. Seus anfitriões incluem todos os bebedores de cerveja e são amigos das gangues, das mulheres, dos cães (talvez) e das crianças (gemer). No final do dia, estamos todos apenas procurando um bom lugar para tomar uma cerveja.


11 sinais indicadores de que você está em uma ótima cervejaria artesanal

Bares de cerveja artesanal estão por toda parte hoje em dia. Existem bons e existem maus. Então, existem grandes.

A abundância de estabelecimentos voltados para a cerveja é uma progressão natural nos EUA, considerando que a maioria de nós vive a menos de 16 km de uma cervejaria. Mas nem todas as cervejarias são criadas da mesma forma.

Algumas estão presas ao passado, carregando marcas desatualizadas e ignorando o renascimento da cerveja local em suas cidades. Alguns pulam na tendência das cervejas artesanais sem saber muito bem o produto ou como servi-lo. E alguns, embora possam ter boas intenções, ostentam seleções de garrafas ou chopes com centenas de marcas, o que é um feito impressionante até que você peça um IPA que não seja fresco.

Todo amante de cerveja precisa deste pôster de aroma de lúpulo

Visitamos centenas de bares de cerveja em todo o país e no mundo. Encontrar aquelas às quais vale a pena voltar se resume a um punhado de qualidades que são fáceis de identificar quando você sabe o que procurar. Aqui estão 11 sinais indicadores de que você está em uma grande cervejaria artesanal.

Está limpo como um apito. Pelo menos, algumas partes são.

Nem toda boa cervejaria é espumante, mas mesmo os mais sujos se preocupam em manter algumas coisas importantes limpas, como copos, linhas de chope e banheiro (s). Saiba mais sobre a importância de linhas de rascunho limpo aqui.

É abastecido com copos adequados.

Um bar que serve suas cervejas exclusivamente na Tekus se preocupa muito com sua cerveja - e sua imagem. Isso é ótimo! Não achamos que toda cerveja precisa ser servida em taças, mas ninguém quer um dedal de cerveja ou uma caneca cheia de stout pastelaria 13 por cento ABV. Uma grande cervejaria servirá cerveja em copos adequados ao estilo. Sour ales em taças, hefeweizens em seus recipientes de mesmo nome ou basicamente qualquer coisa em um copo de tulipa é um jogo justo. Pilsners e IPAs em copos de cerveja são OK., mas é melhor você beber rapidamente antes que a cerveja esquente em sua mão. (E boa sorte para conseguir qualquer aroma!)

A cerveja está fria, não congelando.

A única coisa que deve esfriar um copo que está prestes a ter cerveja é um jato de água fria. (Idealmente, isso ocorre por meio de um rinser de vidro muito bacana, também conhecido como dissipador em estrela.) Se o seu barman serve o seu IPA em um copo que saiu de um freezer, você não está em uma grande cervejaria artesanal. Você está em um bar de esportes que, infelizmente, está mal informado.

Como regra geral, você quer seu copo em temperatura ambiente para poder apreciar os sabores da cerveja. Mas, Cachinhos Dourados, se um barman lhe servir cerveja muito quente, não tenha medo de mencionar o problema. Ou eles bateram em um barril que estava no calor por muito tempo (se for esse o caso, a cerveja também ficará superespumada) ou há algo errado com o refrigerador.

O menu nunca é preciso.

Isso pode parecer contra-intuitivo e pode ser irritante no início, mas um menu bagunçado costuma ser um bom sinal. Isso significa que o bar tem um menu rotativo de chope e está vendendo cerveja rapidamente. Assim que uma cerveja faz efeito, uma nova sobe e os servidores não têm a chance de imprimir um novo menu ou subir no balcão para atualizar o quadro-negro rápido o suficiente. Um ótimo cardápio de bar de cerveja pode ser um pedaço de papel manchado de cerveja com itens rabiscados. Ou é um menu de quadro-negro lindamente codificado por cores, porque a barra estava lenta no início do dia. (Para ser justo, era terça-feira.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


11 Telltale Signs You’re in a Great Craft Beer Bar

Craft beer bars are everywhere these days. There are good ones, and there are bad ones. Then, there are great ones.

The abundance of beer-focused establishments is a natural progression in the U.S., considering most of us live within 10 miles of a brewery. But not all beer bars are created equally.

Some are stuck in the past, carrying outdated brands and ignoring the local beer renaissance in their cities. Some jump on the craft beer trend without really knowing the product or how to serve it. And some, though they may have good intentions, boast bottle or draft selections hundreds of brands long, which is an impressive feat until you order an IPA that’s not fresh.

Every Beer Lover Needs This Hop Aroma Poster

We’ve visited hundreds of beer bars around the country and world. Finding the ones worth going back to comes down to a handful of qualities that are easy to spot once you know what to look for. Here are 11 telltale signs you’re in a great craft beer bar.

It’s clean as a whistle. At least, parts of it are.

Not every great beer bar is sparkling, but even the grungy ones care about keeping a few key things clean, such as glassware, draft lines, and bathroom(s). Learn more about the importance of clean draft lines here.

It’s stocked with proper glassware.

A bar that serves its brews exclusively in Tekus cares a lot about its beer — and its image. That’s great! We don’t think all beer needs to be served in stemware, but no one wants a thimble of lager or a mug full of 13-percent-ABV pastry stout. A great beer bar will serve beer in style-appropriate glassware. Sour ales in snifters, hefeweizens in their eponymous vessels, or basically anything in a tulip glass is fair game. Pilsners and IPAs in pint glasses are O.K., but you better drink quickly before the beer warms in your hand. (And good luck getting any aroma!)

The beer is cold, not freezing.

The only thing that should cool down a glass that’s about to have beer in it is a splash of cool water. (Ideally, this occurs via a very nifty glass rinser, also known as a star sink.) If your bartender serves your IPA in a glass that came out of a freezer, you are not in a great craft beer bar. You’re in a sports bar that is, sadly, misinformed.

As a general rule, you want your glass at room temperature so you can appreciate the beer’s flavors. But, Goldilocks, if a bartender serves you beer that’s too warm, don’t be afraid to mention the problem. Either they tapped a keg that was sitting in the heat too long (if that’s the case, the beer will also be super foamy), or there’s something up with the cooler.

The menu is never accurate.

This may seem counterintuitive, and it can be irritating at first, but a messy menu is often a good sign. It means the bar has a rotating draft menu and is selling beer quickly. As soon as one beer kicks, a new one goes up, and the servers don’t get the chance to print a new menu or climb up up the counter to update the chalkboard fast enough. A great beer bar menu might be a beer-stained piece of paper with items scribbled out. Or, it’s a beautifully color-coded chalkboard menu, because the bar was slow earlier that day. (To be fair, it was Tuesday.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


11 Telltale Signs You’re in a Great Craft Beer Bar

Craft beer bars are everywhere these days. There are good ones, and there are bad ones. Then, there are great ones.

The abundance of beer-focused establishments is a natural progression in the U.S., considering most of us live within 10 miles of a brewery. But not all beer bars are created equally.

Some are stuck in the past, carrying outdated brands and ignoring the local beer renaissance in their cities. Some jump on the craft beer trend without really knowing the product or how to serve it. And some, though they may have good intentions, boast bottle or draft selections hundreds of brands long, which is an impressive feat until you order an IPA that’s not fresh.

Every Beer Lover Needs This Hop Aroma Poster

We’ve visited hundreds of beer bars around the country and world. Finding the ones worth going back to comes down to a handful of qualities that are easy to spot once you know what to look for. Here are 11 telltale signs you’re in a great craft beer bar.

It’s clean as a whistle. At least, parts of it are.

Not every great beer bar is sparkling, but even the grungy ones care about keeping a few key things clean, such as glassware, draft lines, and bathroom(s). Learn more about the importance of clean draft lines here.

It’s stocked with proper glassware.

A bar that serves its brews exclusively in Tekus cares a lot about its beer — and its image. That’s great! We don’t think all beer needs to be served in stemware, but no one wants a thimble of lager or a mug full of 13-percent-ABV pastry stout. A great beer bar will serve beer in style-appropriate glassware. Sour ales in snifters, hefeweizens in their eponymous vessels, or basically anything in a tulip glass is fair game. Pilsners and IPAs in pint glasses are O.K., but you better drink quickly before the beer warms in your hand. (And good luck getting any aroma!)

The beer is cold, not freezing.

The only thing that should cool down a glass that’s about to have beer in it is a splash of cool water. (Ideally, this occurs via a very nifty glass rinser, also known as a star sink.) If your bartender serves your IPA in a glass that came out of a freezer, you are not in a great craft beer bar. You’re in a sports bar that is, sadly, misinformed.

As a general rule, you want your glass at room temperature so you can appreciate the beer’s flavors. But, Goldilocks, if a bartender serves you beer that’s too warm, don’t be afraid to mention the problem. Either they tapped a keg that was sitting in the heat too long (if that’s the case, the beer will also be super foamy), or there’s something up with the cooler.

The menu is never accurate.

This may seem counterintuitive, and it can be irritating at first, but a messy menu is often a good sign. It means the bar has a rotating draft menu and is selling beer quickly. As soon as one beer kicks, a new one goes up, and the servers don’t get the chance to print a new menu or climb up up the counter to update the chalkboard fast enough. A great beer bar menu might be a beer-stained piece of paper with items scribbled out. Or, it’s a beautifully color-coded chalkboard menu, because the bar was slow earlier that day. (To be fair, it was Tuesday.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


11 Telltale Signs You’re in a Great Craft Beer Bar

Craft beer bars are everywhere these days. There are good ones, and there are bad ones. Then, there are great ones.

The abundance of beer-focused establishments is a natural progression in the U.S., considering most of us live within 10 miles of a brewery. But not all beer bars are created equally.

Some are stuck in the past, carrying outdated brands and ignoring the local beer renaissance in their cities. Some jump on the craft beer trend without really knowing the product or how to serve it. And some, though they may have good intentions, boast bottle or draft selections hundreds of brands long, which is an impressive feat until you order an IPA that’s not fresh.

Every Beer Lover Needs This Hop Aroma Poster

We’ve visited hundreds of beer bars around the country and world. Finding the ones worth going back to comes down to a handful of qualities that are easy to spot once you know what to look for. Here are 11 telltale signs you’re in a great craft beer bar.

It’s clean as a whistle. At least, parts of it are.

Not every great beer bar is sparkling, but even the grungy ones care about keeping a few key things clean, such as glassware, draft lines, and bathroom(s). Learn more about the importance of clean draft lines here.

It’s stocked with proper glassware.

A bar that serves its brews exclusively in Tekus cares a lot about its beer — and its image. That’s great! We don’t think all beer needs to be served in stemware, but no one wants a thimble of lager or a mug full of 13-percent-ABV pastry stout. A great beer bar will serve beer in style-appropriate glassware. Sour ales in snifters, hefeweizens in their eponymous vessels, or basically anything in a tulip glass is fair game. Pilsners and IPAs in pint glasses are O.K., but you better drink quickly before the beer warms in your hand. (And good luck getting any aroma!)

The beer is cold, not freezing.

The only thing that should cool down a glass that’s about to have beer in it is a splash of cool water. (Ideally, this occurs via a very nifty glass rinser, also known as a star sink.) If your bartender serves your IPA in a glass that came out of a freezer, you are not in a great craft beer bar. You’re in a sports bar that is, sadly, misinformed.

As a general rule, you want your glass at room temperature so you can appreciate the beer’s flavors. But, Goldilocks, if a bartender serves you beer that’s too warm, don’t be afraid to mention the problem. Either they tapped a keg that was sitting in the heat too long (if that’s the case, the beer will also be super foamy), or there’s something up with the cooler.

The menu is never accurate.

This may seem counterintuitive, and it can be irritating at first, but a messy menu is often a good sign. It means the bar has a rotating draft menu and is selling beer quickly. As soon as one beer kicks, a new one goes up, and the servers don’t get the chance to print a new menu or climb up up the counter to update the chalkboard fast enough. A great beer bar menu might be a beer-stained piece of paper with items scribbled out. Or, it’s a beautifully color-coded chalkboard menu, because the bar was slow earlier that day. (To be fair, it was Tuesday.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


11 Telltale Signs You’re in a Great Craft Beer Bar

Craft beer bars are everywhere these days. There are good ones, and there are bad ones. Then, there are great ones.

The abundance of beer-focused establishments is a natural progression in the U.S., considering most of us live within 10 miles of a brewery. But not all beer bars are created equally.

Some are stuck in the past, carrying outdated brands and ignoring the local beer renaissance in their cities. Some jump on the craft beer trend without really knowing the product or how to serve it. And some, though they may have good intentions, boast bottle or draft selections hundreds of brands long, which is an impressive feat until you order an IPA that’s not fresh.

Every Beer Lover Needs This Hop Aroma Poster

We’ve visited hundreds of beer bars around the country and world. Finding the ones worth going back to comes down to a handful of qualities that are easy to spot once you know what to look for. Here are 11 telltale signs you’re in a great craft beer bar.

It’s clean as a whistle. At least, parts of it are.

Not every great beer bar is sparkling, but even the grungy ones care about keeping a few key things clean, such as glassware, draft lines, and bathroom(s). Learn more about the importance of clean draft lines here.

It’s stocked with proper glassware.

A bar that serves its brews exclusively in Tekus cares a lot about its beer — and its image. That’s great! We don’t think all beer needs to be served in stemware, but no one wants a thimble of lager or a mug full of 13-percent-ABV pastry stout. A great beer bar will serve beer in style-appropriate glassware. Sour ales in snifters, hefeweizens in their eponymous vessels, or basically anything in a tulip glass is fair game. Pilsners and IPAs in pint glasses are O.K., but you better drink quickly before the beer warms in your hand. (And good luck getting any aroma!)

The beer is cold, not freezing.

The only thing that should cool down a glass that’s about to have beer in it is a splash of cool water. (Ideally, this occurs via a very nifty glass rinser, also known as a star sink.) If your bartender serves your IPA in a glass that came out of a freezer, you are not in a great craft beer bar. You’re in a sports bar that is, sadly, misinformed.

As a general rule, you want your glass at room temperature so you can appreciate the beer’s flavors. But, Goldilocks, if a bartender serves you beer that’s too warm, don’t be afraid to mention the problem. Either they tapped a keg that was sitting in the heat too long (if that’s the case, the beer will also be super foamy), or there’s something up with the cooler.

The menu is never accurate.

This may seem counterintuitive, and it can be irritating at first, but a messy menu is often a good sign. It means the bar has a rotating draft menu and is selling beer quickly. As soon as one beer kicks, a new one goes up, and the servers don’t get the chance to print a new menu or climb up up the counter to update the chalkboard fast enough. A great beer bar menu might be a beer-stained piece of paper with items scribbled out. Or, it’s a beautifully color-coded chalkboard menu, because the bar was slow earlier that day. (To be fair, it was Tuesday.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


11 Telltale Signs You’re in a Great Craft Beer Bar

Craft beer bars are everywhere these days. There are good ones, and there are bad ones. Then, there are great ones.

The abundance of beer-focused establishments is a natural progression in the U.S., considering most of us live within 10 miles of a brewery. But not all beer bars are created equally.

Some are stuck in the past, carrying outdated brands and ignoring the local beer renaissance in their cities. Some jump on the craft beer trend without really knowing the product or how to serve it. And some, though they may have good intentions, boast bottle or draft selections hundreds of brands long, which is an impressive feat until you order an IPA that’s not fresh.

Every Beer Lover Needs This Hop Aroma Poster

We’ve visited hundreds of beer bars around the country and world. Finding the ones worth going back to comes down to a handful of qualities that are easy to spot once you know what to look for. Here are 11 telltale signs you’re in a great craft beer bar.

It’s clean as a whistle. At least, parts of it are.

Not every great beer bar is sparkling, but even the grungy ones care about keeping a few key things clean, such as glassware, draft lines, and bathroom(s). Learn more about the importance of clean draft lines here.

It’s stocked with proper glassware.

A bar that serves its brews exclusively in Tekus cares a lot about its beer — and its image. That’s great! We don’t think all beer needs to be served in stemware, but no one wants a thimble of lager or a mug full of 13-percent-ABV pastry stout. A great beer bar will serve beer in style-appropriate glassware. Sour ales in snifters, hefeweizens in their eponymous vessels, or basically anything in a tulip glass is fair game. Pilsners and IPAs in pint glasses are O.K., but you better drink quickly before the beer warms in your hand. (And good luck getting any aroma!)

The beer is cold, not freezing.

The only thing that should cool down a glass that’s about to have beer in it is a splash of cool water. (Ideally, this occurs via a very nifty glass rinser, also known as a star sink.) If your bartender serves your IPA in a glass that came out of a freezer, you are not in a great craft beer bar. You’re in a sports bar that is, sadly, misinformed.

As a general rule, you want your glass at room temperature so you can appreciate the beer’s flavors. But, Goldilocks, if a bartender serves you beer that’s too warm, don’t be afraid to mention the problem. Either they tapped a keg that was sitting in the heat too long (if that’s the case, the beer will also be super foamy), or there’s something up with the cooler.

The menu is never accurate.

This may seem counterintuitive, and it can be irritating at first, but a messy menu is often a good sign. It means the bar has a rotating draft menu and is selling beer quickly. As soon as one beer kicks, a new one goes up, and the servers don’t get the chance to print a new menu or climb up up the counter to update the chalkboard fast enough. A great beer bar menu might be a beer-stained piece of paper with items scribbled out. Or, it’s a beautifully color-coded chalkboard menu, because the bar was slow earlier that day. (To be fair, it was Tuesday.)

Servers don’t judge you for ordering a lager.

Although it’s unlikely Bud Light will be on tap at a craft-centric beer bar, if that’s your thing, don’t be afraid to say it! (Nicely.) Any quality establishment invests in training its staff and offering excellent service. In this case, the server will hear your Bud Light request and point you toward a similar beer they think you might like. A Night Shift Nite Lite, perhaps, or a Firestone Lager. And, after their shift, you might catch them drinking a High Life at the dive across the street.

The tap list is locally focused.

Granted, this is a relatively new sign of a great craft beer bar. (Ten years ago, most cities simply didn’t have a lot of local breweries. It was a dark time.) At a contemporary craft beer bar, the menu will almost always be stacked with local options. A few regional or imported favorites are much appreciated, too.

Beers appeal to many palates.

Craft beers can be intimidating, and they would be even scarier if their menus had nothing but kettle sours and double IPAs. Unless there’s a special event showcasing a specific type of beer, a great bar curates its menu to include a variety of styles, flavor profiles, and alcohol levels. A super-acidic fruited sour will be complemented by a farmhouse ale, stout, lager, and, probably, several IPAs.

It gets by with a little help from its friends.

Beer bars almost always have some sort of sign, literally or otherwise, that they are involved in their community. Perhaps a local photographer’s artwork is on the walls (watch what you say — she’s a regular here). There might be an event next week raising money for a patron who’s paying off hospital bills. Or, if you’re really lucky, there’s an annual pet costume contest. Whatever the case, warm and fuzzies abound.

There are ‘regulars.’

This one is certainly not unique to craft beer bars, but familiar faces signal you’re in a place people like coming back to. If the bartender is friendly with people across the bar, they’re either buddies, folks in the industry (also a good sign), or they just really love it here.

It wears beer on its sleeve.

Several beer bars we love sell their own branded merchandise, from T-shirts to stickers to tote bags (the author is currently using such a tote). This is not something you need to look for in a great beer bar. What will more accurately signal you’re in a place full of beer lovers is that at least one person is wearing a brewery tee, cap, or hoodie. Again, be careful what you say — it might be the brewer wearing it.

It’s friendly and open to all.

We can’t promise there won’t be a few geeks glued to their Untappd accounts, but the beer snob stereotype is mostly myth — and talented service professionals do their best to keep it that way. Patrons at great beer bars are there to hang out with friends, have a few laughs, and drink tasty brews. Their hosts are inclusive of all beer drinkers and are queer-friendly, women-friendly, dog-friendly (maybe), and kid-friendly (groan). At the end of the day, we’re all just looking for a good place to get a beer.


Assista o vídeo: Ten zielony koktajl spali Twój tłuszcz! Potrzebujesz tylko 2 składników! (Janeiro 2022).