Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Vinagrete de tomate com missô

Vinagrete de tomate com missô



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Se você estiver perto de um mercado de especialidades asiáticas ou encontrar pasta de missô vermelha na loja, este é o acompanhamento perfeito para qualquer peixe branco que estiver servindo.

Notas

Para mais receitas e dicas de David, visite seu local na rede Internet e Página do Facebook.

Ingredientes

  • 2 tomates grandes, sem sementes e picados (descascados, se possível)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 chalota picada
  • 1 colher de chá de gengibre picado
  • 2 colheres de sopa de pasta de missô vermelho
  • Sal e pimenta a gosto
  • Caldo de galinha, para desbaste

Porções 12

Calorias por dose 27

Equivalente de folato (total) 6µg2%


    • 2 colheres de sopa de missô vermelho (pasta de feijão fermentada)
    • 2 colheres de chá de mostarda dijon
    • 1 colher de sopa de água
    • 1 1/2 colher de sopa de suco de limão fresco
    • 1/4 xícara de óleo vegetal
    • 1 colher de chá de gengibre fresco descascado picado
    • 1 cebolinha picada
    1. Em uma tigela amasse o missô e a mostarda e bata na água e no suco de limão. Adicione o óleo em um jato, mexendo e bata o vinagrete até emulsionar. Junte o gengibre e a cebolinha.

    Vinagrete de tomate com missô - receitas

    Você sabe o que aconteceu? Incluindo este, eu acabei de lhe dar cinco posts seguidos sobre saladas. Aparentemente, não chamo isso de temporada de salada à toa. Prometo trazer algo mais para o blog em breve e talvez até assar alguma coisa. Mas por hoje, aqui está outra salada realmente ótima para tomates bonitos. Eu recebi uma cópia de revisão de The Broad Fork por Hugh Acheson e imediatamente apreciei a intenção do livro & # 8217s. Acheson foi inspirado a oferecer idéias para cozinhar com vários tipos comuns de produtos dos mercados de agricultores & # 8217 e CSA & # 8217s, e é claro que seu humor é injetado ao longo do livro. Existem cerca de quatro receitas, cada uma para 50 itens sazonais diferentes, e elas são o tipo de receitas interessantes que fazem você pensar em novas maneiras de usar esses ingredientes. Desejo que nossa temporada local de alcachofras ainda não tenha acabado, agora que vejo o prato de camarão em conserva, alcachofras crocantes e alface com manteiga e alcachofras raspadas, vieiras e limão em conserva. Para o milho de verão, há peitos de frango assados ​​na frigideira perfeitos com creme de milho, capim-limão e chalotas crocantes. E, como a primeira aparição de ervilhas roxas deste ano acabou de chegar de nosso CSA, mal posso esperar para experimentar o Gratinado de Ervilhas e Tomates Assados ​​ou Frito Black-Eyed Peas. Peguei um dos primeiros melões locais que encontrei e experimentei o bagre salteado com melão, limão e molho de coentro. Adoro os sabores de frutas doces com pimenta picante em uma salsa de frutos do mar, e esse foi um exemplo delicioso dessa combinação. Em seguida, me vi preso na seção de tomate nesta salada com farro crocante e aquele vinagrete de tomate assado com missô que soa adorável. Esses dois componentes tornam isso muito mais do que um simples ato de colocar tomates em fatias em camadas e verduras para salada.

    Para começar, você precisa cozinhar, escorrer e secar o farro. Depois de macios, coei a água do cozimento e espalhei os grãos em uma assadeira forrada com uma toalha para deixá-los esfriar e secar. Os grãos secos e cozidos eram então fritos em pequenas porções em uma panela com óleo. Posso dizer que os grãos querem grudar na colher tanto ao colocá-los no óleo quanto ao retirá-los do óleo. É útil ter duas colheres à mão, para que uma possa ser usada para colher os grãos e a outra para raspar os grãos da primeira colher. Após a fritura, os grãos foram deixados para escorrer em toalhas de papel e polvilhados com sal. Esta etapa pode ser feita com antecedência, e o farro torrado pode ser deixado em temperatura ambiente. Mas eu os achei um pouco viciantes e continuei buscando sabores, arriscando não ter o suficiente para a salada. O vinagrete também deve ser iniciado com antecedência, pois as rodelas de tomate precisam assar por 30 minutos. Depois de torradas e resfriadas, as fatias eram adicionadas a um liquidificador com tomilho, missô branco, molho de soja e vinagre de arroz para ser purificado até ficar homogêneo, enquanto o azeite era adicionado. A receita pede beldroegas e rúcula, e eu tive sorte de estar no Boggy Creek Farmstand em um dia em que eles comeram beldroegas. No entanto, não havia rúcula, então usei folhas de mostarda para bebês. Mas, qualquer salada verde resistente e saborosa funcionaria aqui. A salada foi preparada colocando fatias de tomate em uma travessa e regando-as com um pouco de vinagrete. Em seguida, as verduras para salada foram misturadas com vinagrete e colocadas em cima dos tomates. Por último, o farro crocante era polvilhado por cima.

    Esse vinagrete me fez pensar por que não coloco missô em todos os molhos para salada que faço. Com o tomate assado, os grandes sabores combinavam perfeitamente com salada de folhas verdes. Felizmente, não belisquei até o último pedaço de farro crocante antes de terminar a salada porque os grãos adicionaram um saboroso contraste de textura. Este livro é para todos que precisam de novas ideias para todos os agricultores e vegetais do mercado # 8217. Até me deixou ansioso pela temporada de nabos, e acho que nunca disse isso antes.

    Salada de tomate com farro crocante, beldroega, rúcula e vinagrete de tomate torrado com missô
    Receita reimpressa com a permissão do editor & # 8217s de The Broad Fork por Hugh Acheson, publicado pela Clarkson Potter / Publishers.

    Ótimos tomates polvilhados com sal kosher são suficientes para me deixar tonta, mas quando você adiciona um vinagrete incrível, algumas verduras maravilhosamente frescas e a textura crocante de farro frito, eu fico maravilhado. Isso é verão. Traga jantares na varanda da frente.

    Sal kosher
    1 & # 82602 xícara de farro
    2 xícaras de óleo de amendoim
    2 libras de tomates tradicionais, sem caroço, cortados pela metade e fatiados em meias-luas
    1 & # 82603 xícara de tomate assado & # 8211Miso vinagrete (receita a seguir)
    2 xícaras de beldroegas frescas
    2 xícaras de folhas de rúcula
    Pimenta do reino moída na hora

    1. Leve 2 xícaras de água para ferver em uma panela e adicione 1 & # 82602 colher de chá de sal kosher e o farro. Abaixe o fogo para ferver e cozinhe o farro até ficar macio, 25 a 30 minutos. Coe o farro. Espalhe-o em uma travessa grande forrada com toalhas de papel para vaporizar e drenar o máximo de água possível.
    2. Em uma panela grande, aqueça o óleo de amendoim a 350 & # 176F. Adicione o farro, em lotes, e frite até ficar crocante, 1 a 11 e # 82602 minutos. Você quer que os grãos sejam crocantes, mas não como pequenas pedras. Retire do óleo e escorra na travessa, forrada com toalhas de papel limpas. Tempere com sal kosher a gosto.
    3. Disponha os tomates fatiados em uma travessa grande e tempere com sal kosher. Regue com metade do vinagrete sobre os tomates. Em uma tigela grande, misture a beldroega e a rúcula. Regue as verduras com o vinagrete restante e mexa bem. Coloque as verduras no centro do prato. Enfeite com o farro crocante e tempere com pimenta-do-reino moída na hora a gosto. Coma e coma bem.

    Vinagrete de tomate torrado com missô
    Rende cerca de 1 1 e # 82602 xícaras

    1 tomate grande relíquia
    1 & # 82604 colher de chá de sal kosher
    1 colher de sopa de folhas frescas de tomilho
    1 colher de sopa de pasta de missô branco
    1 colher de chá de molho de soja japonês
    2 colheres de sopa de vinagre de arroz
    1 e # 82603 xícara de azeite

    1. Pré-aqueça o forno a 400 e # 176F.
    2. Retire o caroço do tomate e corte-o em rodelas grossas. Tempere as fatias de tomate com o sal kosher e arrume-as em uma assadeira forrada de pergaminho. Leve ao forno e leve ao forno por 30 minutos, até que as rodelas de tomate estejam concentradas e bem macias.
    3. Retire os tomates do forno e deixe esfriar até a temperatura ambiente. Depois de esfriar, coloque no liquidificador e acrescente o tomilho, o missô, o molho de soja e o vinagre. Bata até ficar homogêneo e, em seguida, com o motor ainda ligado, regue lentamente o azeite de oliva. O molho vai guardar durante uma semana num frasco no frigorífico.


    Sanduíche de tomate com rosto aberto com Miso Aioli

    Esta receita pode parecer simples - e é. Mas, nos momentos fugazes do verão, os tomates devem ser comidos crus e com frequência. Esse sanduíche clássico de tomate usa um aioli miso leve para destacar a qualidade umami saborosa dos tomates, contrastando com sua doçura ácida perfeita.

    | Rendimento: 4 porções | Tempo: 20 minutos |

    Em uma tigela estabilizada (enrole uma toalha úmida ao redor da base de uma tigela) misture a gema de ovo, o alho, o suco de limão e o missô vermelho.

    Enquanto bate, regue lentamente com óleo de canola, até que a maionese comece a se formar. - Bata rápido, garoa devagar. Continue adicionando óleo até atingir a consistência desejada. Em seguida, experimente ajustes de temperos.

    Se usar vegetais, regue com água mexendo até atingir a consistência desejada. Em seguida, adicione limão, alho e missô.

    Tostar levemente o fermento, cubra com tomate fatiado e feijão branco (se usar), regue com o aioli missô e cubra com amêndoas torradas e orégano fresco rasgado.


    Resumo da receita

    • 1/3 xícara de óleo de canola
    • 3 colheres de sopa de vinagre de arroz sem tempero
    • 2 colheres de sopa de missô amarelo claro
    • 1 colher de sopa de gengibre fresco descascado picado
    • 1 colher de sopa de óleo de gergelim torrado
    • 1 colher de sopa de mel
    • 2 colheres de chá de casca de limão ralada finamente
    • 2 colheres de sopa de suco de limão fresco
    • Sal kosher
    • 2 litros de tomate cereja
    • 8 onças de macarrão soba
    • 4 cebolinhas, em fatias finas
    • 1 colher de sopa de sementes de gergelim torradas

    Pré-aqueça o forno a 425 graus. Em uma tigela, bata o óleo de canola, o vinagre, o missô, o gengibre, o óleo de gergelim, o mel, as raspas de limão e o suco de limão até ficar homogêneo. Tempere com sal.

    Em uma assadeira com borda, misture os tomates com 3 colheres de sopa do molho missô e tempere com sal. Asse por 20 minutos, mexendo, até que os tomates estejam carbonizados em alguns pontos. Raspe em uma tigela grande.

    Cozinhe o soba em água fervente apenas até ficar al dente, 4 minutos. Escorra e deixe esfriar em água fria corrente. Adicione o soba, a cebolinha e metade do molho restante aos tomates e misture bem. Tempere com sal, transfira para uma travessa e decore com as sementes de gergelim. Sirva com o molho restante.


    Chef Hugh Acheson & # x27s & # x27The Broad Fork & # x27 explora o mundo das frutas e vegetais: revisão do livro de receitas

    & quotThe Broad Fork: Receitas para o vasto mundo de vegetais e frutas & quot por Hugh Acheson inclui receitas criativas, incluindo melão e sopa de hortelã com caranguejo e óleo de curry.

    (Editores Rinne Allen / Clarkson Potter)

    $ 35 Clarkson Potter Publishers 336 páginas.

    Resumindo: Os médicos vêm recomendando aos americanos que comam mais frutas e vegetais por anos. Agora, com o preço da carne chegando à estratosfera, o corte se tornou uma obrigação orçamentária para muitas pessoas. Este novo livro de receitas do famoso chef Hugh Acheson bate no zeitgeist com mais de 200 receitas projetadas para ajudar as pessoas a maximizar a recompensa do mercado de fazendeiros e do corredor de produtos de mercearia, liberando todo o seu potencial para sabor. As receitas vão desde alimentos básicos da despensa, como pickles caseiros, até refeições elaboradas que merecem ocasiões especiais e feriados. Não confunda isso com um livro de receitas vegetarianas, entretanto. Acheson não evita totalmente a carne, mas a afasta do centro do prato para que os vegetais possam brilhar.

    Experimente: Sopa de melão e hortelã com óleo de caranguejo e caranguejo (acima) Grelha aspargos, ovos escalfados e grãos Vieiras com manteiga de noz-pecã e manteiga de noz-pecã espaguete com alho verde, salpicadura e manjericão Feijão verde frito com molho de iogurte Salada de tomate com farro crocante, Purslane, Rúcula e Tomate Assado-Miso Vinagrete Caqui & quotPop-Tarts & quot Batata doce Gratinado Vidalia Cebola Marmelada Brócolis de ferro fundido com anchovas e azeitonas Couve-flor Gratinado Salada de Couve com Crips Shallots e Molho de Caper Refugio clássico Repolho Kimchi Fava Fava, ovo escaldado, Pancetta de mel Agua Fresca.

    O que & # x27s quente: Acheson mostra como usar coisas que a maioria dos cozinheiros domésticos não sabe o que fazer, como kohrabi e kombu. E ele apresenta ingredientes dos quais você provavelmente nunca ouviu falar, como yacon, uma raiz vegetal semelhante à jicama que cresce como ervas daninhas no sul e na América do Sul, onde é conhecida como a & quot Maçã moída do Peru. & Quot.

    O que & # x27s não: Como é possível que um livro de receitas com ênfase em produtos agrícolas tenha apenas 3 sobremesas? Onde estão as batatas fritas, os torta e as tortas de frutas que você espera de um chef da Geórgia?


    Receitas de sopa e molho de tomate

    A sopa de tomate caseira é uma comida caseira verdadeira e honesta. E existem infinitas variações. Minha própria sopa de tomate raramente é a mesma duas vezes e # 8211 o mesmo para minha receita de molho de tomate. Acrescento tudo o que encontro na geladeira ou as ervas que estão prontas para colher. Aqui, estou apresentando o que considero algumas das melhores receitas de sopa e molho de tomate que existem. Inspire-se e desperte sua criatividade com essas ideias. Mantenha a simplicidade e agrade seus amigos e familiares com molho para molho, molho rico e decadente para macarrão ou sopa cremosa de tomate. A maioria destes são tão bons que você experimentá-los, você nunca mais vai querer comprado em loja de novo!


    Receita básica de vinagrete de mostarda

    Uma das primeiras coisas que aprendi a fazer quando estava aprendendo a cozinhar, ou devo dizer quando fui ensinada a cozinhar, foi um simples vinagrete. Eu estava na casa dos 20 anos e não sabia na época o quanto eu gostaria de passar o tempo na cozinha.

    Eu estava namorando uma mulher maravilhosa que morava em um estúdio no Upper East Side de Nova York, cuja cozinha mal era grande o suficiente para um, quanto mais dois adultos. Estava tão apertado que apenas preparar o jantar juntos era o suficiente para criar um ambiente romântico.

    Agora, em minha cozinha atual, minha esposa e eu podemos preparar uma refeição de 5 pratos e nem uma vez nos encontrarmos, embora eu tente sempre que posso. Há algo a ser dito sobre cozinhas pequenas. Mas estou divagando.

    Pensando bem, esse amigo foi provavelmente meu primeiro professor de culinária e quem me ensinou como desfrutar de uma boa comida e como pode ser divertido na cozinha. Ela me ensinou duas lições simples sobre as quais ainda prego em meu site. Um, use os melhores e mais frescos ingredientes disponíveis e dois, mantenha a simplicidade.

    E embora ela fosse uma ótima cozinheira, ela tinha algumas receitas simples na manga que ela poderia tirar a qualquer momento. Um deles era um vinagrete de mostarda.

    Este vinagrete é tão simples, mas tão delicioso, eu tenho servido para amigos e familiares nos últimos 20 anos e ainda recebo críticas elogiosas. Talvez todos os meus amigos tenham crescido como eu com aquelas marcas comerciais de curativos French e Thousand Island.

    Você conhece aqueles que não saem da jarra até que você os bata algumas vezes no fundo e a próxima coisa que você sabe é que tem uma grande quantidade de molho desagradável no seu prato.

    Recursos de compra de carne online

    Conveniência - Seleções - Qualidade - Avaliações - Presente - Eventos Corporativos

    Bifes - Frango - Carne de Porco - Frutos do Mar - Rabos de Lagosta

    Proporções básicas de vinagrete de mostarda

    Eu fiz uma pequena pesquisa sobre o básico de preparar um vinagrete simples para ver como minha receita testada e comprovada resistia aos profissionais. A seguir estão algumas dicas sobre como fazer um vinagrete básico que pode ser o seu ponto de partida para uma infinidade de vinagrete que pode ser preparada alterando os ingredientes.

    Quase todas as receitas que encontrei pedem uma proporção de 3 para 1 de óleo para vinagre. Esta é uma proporção segura para memorizar para conhecimento geral, mas não deve impedir que você crie a sua própria. Quando faço este vinagrete básico para mim, raramente faço a medição. Eu apenas adiciono os ingredientes, provo e ajusto.

    Agora, esta não é a melhor maneira para iniciantes aprenderem, mas depois que você tiver a ideia básica de qual deve ser o gosto, vá em frente. Se eu medisse, aposto que chegaria a uma proporção um pouco menos óleo / vinagre do que 3 para 1.

    O vinagrete mais simples

    A forma mais pura de vinagrete seria óleo, vinagre e um pouco de sal e pimenta misturados em uma tigela de verduras. Quando eu era criança, costumávamos ir a um restaurante italiano que parecia mais uma pizzaria com mesinhas nos fundos. Eles serviriam uma salada de alface americana, 2 fatias de pepino e uma fatia de tomate dura como uma rocha, sem nada sobre ela.

    Na mesa estaria um galheteiro de azeite e um galheteiro de vinagre de vinho tinto. O garçom chegava e perguntava se eu gostaria que ele o vestisse. Claro que eu queria que ele vestisse e jogasse fora também. Ele era um especialista.

    Achei que ele deve ter preparado milhares dessas saladas, então ele deve saber o que está fazendo. Além disso, naquela idade eu não tinha ideia de que a proporção adequada era de 3 para 1.

    Um pouco mais complicado seria introduzir um emulsificante em nosso vinagrete. Que palavra que soa horrível para algo que tem um gosto tão bom. Por que você adicionaria um emulsificante como a mostarda ao seu vinagrete? Um motivo pode ser adicionar uma camada adicional de sabor.

    Outra seria evitar que o óleo e o vinagre se separassem. Isso é o que um emulsificante faz. Primeiro você combina o vinagre e a mostarda, tempere com sal e pimenta e, em seguida, regue lentamente com o azeite enquanto mistura os ingredientes.

    Que tipo de óleo usar?

    Não há razão para usar um bom azeite ao fazer um vinagrete de mostarda. Porque?

    A mostarda supera o sabor do azeite. Você também pode usar óleo vegetal ou óleo de canola. No entanto, você deseja usar mostarda francesa decente com muito sabor.

    Eu normalmente uso uma mostarda Dijon. Se você insiste em usar azeite de oliva, tome cuidado para não bater demais o azeite ao combinar com os outros ingredientes para não perder seu sabor delicado e torná-lo amargo.

    Você pode tentar fazer uma mistura de azeite e algum outro tipo de óleo. Gosto de misturar meu vinagrete em um pote usado com tampa para fácil armazenamento. Normalmente, guardo uma maionese velha ou um pote de comida para bebê.

    Se o molho ficar baixo, basta adicionar mais alguns ingredientes, provar e ajustar as quantidades. Algumas receitas insistem em usar um batedor para combinar os ingredientes, embora eu ache que o garfo funciona muito bem.

    O vinagre que você usa é sua escolha e depende do que você está colocando no vinagrete. Eu prefiro um vinagre balsâmico, mas você pode usar tinto ou branco, cidra, aromatizado, infundido, ou até mesmo experimentar nenhum vinagre e substituir um suco cítrico. (mas não seria chamado de vinagrete, seria?)

    Os outros ingredientes que eu uso

    Os outros ingredientes que normalmente adiciono são alho, salsa seca e tomilho seco. Algumas receitas pedem picar o alho, outras picá-lo, outras pulverizá-lo com almofariz e pilão. Eu a esmago com a lateral da minha faca de chef ou uso meu prático espremedor de alho, que é divertido de usar, mas difícil de limpar.

    Esses são os ingredientes básicos que uso, mas você não deve se limitar a experimentar uma variedade de ervas, temperos e outros ingredientes. Basta olhar em qualquer livro de receitas ou revista de culinária e você encontrará dezenas de variações.

    Aqui está meu vinagrete básico com quantidades medidas, mas, como eu disse antes, geralmente só olho, provo e ajusto. Se você fizer isso várias vezes, você fará o mesmo em nenhum momento.


    Vinagrete básico

    • Olhada rápida
    • Olhada rápida
    • 10 mi
    • 10 mi
    • Rende 8 (2 colheres de sopa) porções | 1 copo

    Ingredientes US Metric

    • 1 colher de sopa de cebola picada
    • 2/3 xícara de azeite de oliva extra-virgem
    • 1/3 xícara de vinagre de xerez (ou substituto do vinagre de vinho tinto)
    • 1 pequeno dente de alho ralado
    • 2 colheres de chá de mostarda Dijon (regular, grão integral ou uma combinação)
    • Sal Kosher e pimenta-do-reino moída na hora

    Instruções

    Em uma peneira de malha fina, lave a chalota picada com água fria para tirar um pouco de seu ferrão.

    Em um frasco de pedreiro ou recipiente com tampa, misture a chalota escorrida, azeite, vinagre, alho, Dijon, 1/2 colher de chá de sal e vários grãos de pimenta-do-reino.

    Feche o frasco ou recipiente e agite vigorosamente para emulsificar. Prove e, se desejar, adicione um pouco mais de azeite e um pouco mais de sal e / ou pimenta.

    O curativo pode ser usado imediatamente ou refrigerado por até 2 semanas. Se o óleo solidificar na geladeira, deixe o vinagrete repousar na bancada por alguns minutos. Agite bem antes de usar.

    Críticas dos testadores de receitas

    Este vinagrete é tão simples de fazer, mas tão delicioso. Sempre tenho algum tipo de vinagrete caseiro na geladeira e isso definitivamente vai ser adicionado à rotação semanal. Já comi no meu almoço de hoje!

    Usei vinagre de vinho tinto porque era o que eu tinha em mãos e um Dijon normal. Um pote como este dura uma semana em minha casa sendo servido diariamente como acompanhamento de saladas e outras saladas na hora do almoço. Portanto, 14 saladas laterais e 2 grandes saladas para o almoço (como muitas saladas).

    Este é agora o meu novo vinagrete básico! Tudo sobre ele gritava que eu iria adorar - e eu amei! Normalmente faço meu próprio vinagrete simples com uma variedade de vinagres e gosto da proporção mais estimulante de 2 para 1 com óleo para vinagre, mas sempre usei apenas Dijon regular como meu emulsificante. Com essa receita de vinagrete, enlouqueci e usei a combinação de 1 colher de chá de Dijon com 1 colher de chá de mostarda integral e que diferença enorme isso fez. Tão bom e definitivamente mais emocionante!

    Usei vinagre de vinho tinto e 1/2 chalota média. Também gostei muito do dente de alho ralado nesse vinagrete. Depois de adicionar todos os ingredientes e sacudir tudo, provei, e não precisou de mais nada adicionado. Estava perfeito como estava e tinha um sabor maravilhosamente equilibrado. Eu geralmente jogo os ingredientes da salada com um pouco de sal e pimenta antes de adicionar o vinagrete, então eu não queria adicionar mais sal ao vinagrete.

    Isso fez 1 xícara de vinagrete, e usei cerca de 3 colheres de sopa dele para uma grande salada ontem à noite com todos os tipos de coisas boas incluídas para ir junto com filé mignon grelhado embrulhado em bacon. Esta noite, vai temperar uma salada verde simples para acompanhar algumas costeletas de porco assadas. Ele encontrou um lar feliz na minha geladeira.

    Eu sou um grande fã de molhos de salada caseiros, preferindo o sabor fresco e a flexibilidade de fazer você mesmo. Adorei a velocidade com que veio junto, sem ferramentas especiais ou ingredientes difíceis de encontrar.

    Para aqueles que não são fãs de molhos super-ácidos, o vinagre de xerez é uma prova obrigatória que adiciona algum sabor sem o sabor azedo pronunciado. É leve e não transforma seus verdes em um mingau murcho!

    É excelente no estado em que se encontra, mas pode definitivamente ser alterado para destacar sabores de ingredientes específicos ou temas de refeições. Com base no que é usado, posso adicionar um pouco de suco de fruta ou outro adoçante, especialmente se você planeja usar em verduras amargas. É uma excelente base, mas tem muito potencial para fazer uma adição espetacular a uma salada complexa.

    Você pode experimentar diferentes mostardas. Inclua um pouco de geleia ou compotas para engrossar e adicione um pouco de doce adicional por cima do ácido. Experimente um óleo aromatizado em vez de EVOO puro.

    Fiel ao seu nome, esta receita produz um vinagrete básico sólido para o dia-a-dia. Costumo manter um pequeno pote de vinagrete caseiro na geladeira, mas geralmente o preparo pela vista e pelo paladar, em vez de medi-lo. É útil ter uma receita em espera e as medições nesta receita funcionam.

    Gostaria que isso rende cerca de 18 porções. Não usamos muito molho em nossas saladas, então vai durar um pouco.

    Não ajustei nada com o molho depois de prová-lo, mas na verdade gostaria de um pouco mais de vinagre. (É claro que às vezes tempero as saladas para mim com vinagre de vinho tinto e nada mais. Adoro vinagre.) Quando estava na salada e tinha amadurecido, o equilíbrio parecia certo.

    Usei vinagre de xerez Columela Jerez, azeite de oliva virgem extra do California Olive Ranch Everyday Blend, Grey Poupon Dijon regular e 4 grãos de pimenta preta.

    A primeira salada que foi servida foi alface, tomate cereja e pepino, e estava deliciosa.

    Tal como o título indica, este é um bom vinagrete básico. Gostamos da proporção vinagre para óleo e não precisamos adicionar nenhum óleo adicional. Fácil - coloque todos os ingredientes em uma jarra e agite. Você pode adicionar ervas ou sabores adicionais se desejar, mas é muito saboroso como está escrito.

    A mistura emulsionou lindamente com as medidas fornecidas.

    Adoro chalotas com vinagrete e a simplicidade desta receita me agradou muito. Gosto da praticidade de ter molho caseiro pronto para ir na geladeira, e isso dá para alguns dias de salada - a quantidade perfeita.

    Também gosto que esta base possa ser adaptada de várias maneiras, adicionando algumas gotas de mel, limão fresco ou suco de laranja, anchovas esmagadas, ervas diferentes, etc.

    Esta é uma receita saborosa de vinagrete!

    Eu costumava ser, muitas luas atrás, muito familiarizado com aqueles pacotinhos de molho italiano Good Seasons. Houve um tempo em que eu pensava que essa era a essência dos molhos para salada. Eu não me rebaixaria para comprar molho de salada engarrafado. Não eu não. Eu fiz isso sozinho. Sendo o rebelde que fui, e gostando de um molho mais ácido do que acabei, com Good Seasons, não prestei atenção às medidas marcadas no galheteiro. Novamente, oh não, eu não. Eu tinha minha própria maneira de fazer o curativo, para conseguir o melhor curativo que a humanidade conhecia. Avance até hoje.

    Comemos muitas saladas, e há anos temos um vinagrete Dijon da “casa”, com o qual sempre fomos muito felizes. Bem, mude o tempero da casa, este vinagrete simplesmente te tirou da água. Este curativo é quase perfeito. Gostamos de temperos um pouco pesados ​​com vinagre, e um pouco mais leves com óleo, como este. (E como minhas Good Seasons, eu acho, acabou. Mas quem sabe.) Além disso, o vinagre de xerez, que eu usei, aumentou ainda mais. Lavar a chalota crua é uma ideia fabulosa, da qual sempre me esqueço. Ela tira a nitidez que a chalota crua tende a ter. Estou muito feliz por ter sobrado um pouco do molho para as saladas esta semana. Uma nova tradição nasce.

    FAMINTO POR MAIS?

    #LeitesCulinaria. Adoraríamos ver suas criações no Instagram, Facebook e Twitter.


    Alta qualidade não significa necessariamente o mais caro, apenas significa comprar de forma mais inteligente e escolher os ingredientes certos. Ao preparar um molho de salada caseiro - ou qualquer coisa, nesse caso - certifique-se de que cada componente individual seja delicioso sozinho.

    A proporção de vinagre para óleo no vinagrete perfeito está em debate. Eu realmente gosto de meio e meio de amp. Algumas pessoas preferem uma proporção de 1: 2 de vinagre para óleo (por exemplo, 1/2 xícara de vinagre para 1 xícara de óleo) ou mesmo 1: 3. Apenas brinque com ele até descobrir como você mais gosta dele.

    Também adoro incorporar outros temperos, como orégano e alho em pó, para dar um toque a esta receita. Sinta-se à vontade para experimentar diferentes especiarias para realçar o sabor desta receita.

    Se você quiser que o vinagrete balsâmico seja um pouco mais doce, tente usar um pouco de mel ou xarope de bordo para adicionar doçura.